sexta-feira, 26 de agosto de 2011

GOTA A GOTA


pingo pinga pingo
pinga pingo pinga
pingo pingo pingo

prato prego pulga
pano placa pluma
pato ponto primo
punho perna pino

pingo pingo pingo

perdeu o tempo que tinha
cuidando da vida alheia
quando se deu conta disso
estava velha e feia

pinga pinga pingo

pito pena puta
palma peça puma
pomba porco paca
pinto pêlo pata

pingo pingo pinga

se eu mandasse no mundo
parava o tempo agora
só pra gastá-lo contigo
sem pressa, senhora

pingo pinga gota
pinga gota gota
gota gota gota

gato gleba gomo
gado galo gorro
gaita garça grana
goma grito grama

gota gota gota

mentia tanto, mas tanto,
que fugia da realidade
tudo o que diziam pra ele
achava que era verdade

gota gota gota

grilo gana glande
gola gula grande
gago guia gueto
gerra gruta grelo

gota gota gota

se eu fosse um foguete
e pudesse voar
eu levava os políticos
pra em Marte morar

gota pinga gota

pingo pinga gota
vida pinga morte
morte gota vida
pinga viva vida 

(In: Versorragia Verborrágica - 2006/2011) 

14 comentários:

  1. Adorei teus trocadilhos, adorei tua criatividade! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Uma maneira de brincar com as coisas, de certa forma, imutáveis da VIDA...
    Sim, aquelas coisas que sempre estão lá,passe o tempo que passar...
    Gostei muito! Abraço

    ResponderExcluir
  3. Olá! Ótimos poemas.Gostei do blog: visual simples mas bacana. Obrigado por me seguir.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Muito bom..." Aliterar" sempre dá um belo efeito.

    ResponderExcluir
  5. Abraços a Malu, Rody Cáceres e Maria Marluce. Muitíssimo obrigado pelos comentários. Vôgaluz

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo e poeta Vôgaluz, gostei demais dessas gotas e pingos que até agora estão respingando em mim aqui rs... Penso que sua criatividade é infinita e seu talento cativante. Te aprecio ainda mais a cada poesia sua que leio. Parabéns! Abraço!

    Bruno

    ResponderExcluir
  7. Mestre Bruno, o sentimento é recíproco. Também acho o seu talento fantástico. Abraços. Vôgaluz

    ResponderExcluir
  8. Há pessoas cometas e há pessoas estrelas.Os cometas passam, apenas são lembrados pela data que retornam e depois desaparecem. ''As estrelas permanecem''.VC É UMA ESTRELA BJ É ESPECIAL !!!

    ResponderExcluir
  9. Obrigado, Valquíria, obrigado. É muita gentileza de sua parte. Abraços. Vôgaluz.

    ResponderExcluir
  10. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Alma de poesia. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Nayara, obrigado pelo convite, já estou a seguir o narroterapia. Abraços. Vôgaluz

    ResponderExcluir
  12. Gostei dos versos, muito criativo, brincou bem com as palavras. Gostei muito do seu blog, e ja estou seguindo. Convido a conhecer meu blog e seguir-me se gostares. Um abraço!
    Smareis

    ResponderExcluir
  13. Obrigado, Smareis. Já visitei o seu blog, achei-o muito bacana, muito bonito, tem muita poesia por lá, muito mar e isso é bom. Já estou seguindo. Parabéns pela percepção da brincadeira com as palavras no poema "gota a gota", você captou muito bem a mensagem, obrigado, a ideia foi realmente essa, este poema se chamava "goteira", mas depois mudei o nome para que ficasse mais simpático, cada palavra solta nos versos soa como se fosse um pingo, uma gota e acho que o sentido é esse. Abraços. Vôgaluz

    ResponderExcluir